• Volta Redonda (24) 3343 4888 - (24) 3348 1488 | Barra Mansa (24) 3324 9135

Feb 1
2017

Não sofra com as varizes no verão!

Não sofra com as varizes no verão!

Veja algumas precauções para proteger suas pernas dessa estação
No verão, quando as veias se dilatam por conta do calor, é comum quem tem varizes sofrer ainda mais com incômodos como dores nas pernas, inchaço, cansaço e cãibras.
 
Isso porque o corpo, nesse período, precisa favorecer a transpiração e fazer uma troca de calor com o meio ambiente para que a pressão não fique muito alta.
 
No caso das varizes, especialistas explicam que ela surge porque o sangue que deveria circular até o coração fica acumulado nas pernas, formando aquelas veias mais grossas, ressaltadas e escurecidas.
 
Além dos incômodos, há o desconforto estético, que inibem as mulheres, principalmente, de usarem shorts e vestidos no verão.
A genética, aquela passada de pai para filho, é a principal razão do surgimento das varizes. No entanto, excesso de peso, gestações e o uso de anticoncepcionais, bem como terapias de reposição hormonal e algumas atividades de trabalho que demandam longos períodos em pé ou sentado também contribuem para o problema.
 
Quem já tem varizes, sente dores e o incômodo estético, a recomendação é tratá-las antes da chegada do verão. Assim, dá tempo de os hematomas que surgem após o tratamento desaparecerem aos poucos sem manchar a pele, pois quando o local tratado é exposto ao sol, manchas escuras podem surgir.
 
Mas se não deu tempo de cuidar das varizes antes da estação quente, preste atenção nessas dicas que protegem as pernas.
 
• Aplique um creme com fator de proteção solar adequado;
 
• Sempre que for possível, refresque os pés com água;
 
• Faça exercícios físicos. Isso ajuda o sangue voltar ao coração oxigenado, melhorando a circulação;
 
• Evite expor suas pernas ao sol;
 
• Aplique um creme frio e faça massagem de baixo para cima;
 
• Coloque os pés para cima por alguns minutos e mova-os constantemente;
 
• Beba bastante água;
 
• Jamais trate as varizes sem o acompanhamento de um cirurgião vascular.